“Grampolândia paraibana”: a burrice que precede a nulidade

Quem nunca desejou saber o que falam os outros entre quatro paredes? A curiosidade é natural do ser humano, mas o que transforma o inocente desejo de saber o que se passa na vida do vizinho para o crime de arapongagem? Em linhas gerais entende-se que gravar uma seja crime quando “a conversa é de…Continue lendo “Grampolândia paraibana”: a burrice que precede a nulidade