Qual o papel de cada um na Orcrim Girassol? Veja em detalhes…

O Ministério Público aponta o papel de cada membro da suposta organização criminosa que desviou milhões do Governo do Estado durante as gestões do PSB, comandada pelo ex-governador Ricardo Coutinho, dividindo por núcleos as funções dos alvos da Operação Calvário hoje. Veja:

Núcleo político

Ricardo Coutinho – apontado como líder do núcleo, sendo responsável direto pela tomada de decisão e pelos métodos de arrecadação de propina, bem como sua divisão e aplicação;

Estela Bezerra (PSB) – apontada como uma das principais articuladoras da organização, responsável pela estruturação das atividades das organizações sociais. Segundo a Justiça, por meio de sua companheira, Cláudia Veras, Estela geriu a pasta da Saúde e foi uma das principais responsáveis pelos estratagemas utilizados para dar ar de legalidade às organizações sociais;

Cida Ramos (PSB) – apontada como “uma das mais fiéis integrantes da organização” e “umbilicalmente ligada ao ex-senador Ney Robisson Suassuna”. Cida foi, conforme a Justiça, escolhida para representar os interesses do grupo criminoso nos poderes executivo e legislativo;

Márcia Lucena (PSB) – apontada como responsável pela estruturação das fraudes na Educação e escolhida para representar os interesses da organização no poder executivo.

Núcleo econômico

Daniel Gomes da Silva – operador da Cruz Vermelha do Brasil (filial Rio Grande do Sul) e do Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional;

David Clemente Monteiro Correia – operador do Instituto Gerir;

Vladimir Neiva – responsável pela Editora GRAFSET Ltda;

Valdemar Abdalla – responsável pela empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais Ltda;

Márcio Nogueira Vignoli e Hilário Ananias Queiroz Nogueira – responsáveis pela empresa Conesul Comercial e Tecnologia Educacional Eireli;

Jardel da Silva Aderico – responsável pela Editora Inteligência Relacional.

Núcleo administrativo

Waldson de Souza – apontado como responsável pelos acordos políticos e apoios, mediante repasse de dinheiro a prefeitos, deputados e candidatos nos 223 municípios paraibanos. Waldson também estruturou mecanismos de ocultação das propinas, por meio de escritórios de advocacia, e era responsável pela escolha de agentes econômicos;

Livânia Farias – apontada como responsável pela arrecadação de propinas, enviando seus servidores (Leandro Azevedo e Laura Farias) por todo o Brasil para recolher os valores. Ela combinava e controlava os valores de propinas de diversos outros serviços, além de estruturar mecanismos de ocultação de recursos e ser responsável pela escolha de agentes econômicos;

Gilberto Carneiro

José Edvaldo Rosas

Cláudia Veras

Ivan Burity

Tatiana Domiciano

Yuri Simpson Lobato

Aracilba Rocha

Núcelo financeiro operacional

Coriolano Coutinho

Ney Robisson Suassuna

Geo Luiz de Souza Fontes

Leandro Nunes

Maria Laura Farias

Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas

Cassiano Pascoal

Emídio Barbosa de Lima Brito

José Arthur Viana Teixeira

Jair Éder Araújo Pessoa Júnior

Benny Pereira de Lima

Breno Dornelles Pahim Neto

Denise Krummenauer Pahim

Francisco das Chagas Ferreira

Raquel Vieira Coutinho

Sandra Coutinho

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta