Polêmica: Sindicato dos jornalistas questiona se Correio vai trocar slogan: “ética e paixão” para “censura e repressão”.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba emitiu nota nesta sexta-feira (05) prestando solidariedade a jornalista Verônica Guerra após episódio que acarretou sua saída do Sistema Correio de Comunicação.

Verônica sofreu sanções após sr dizer triste com a exposição dos corpos dos suspeitos da morte de um policial pernambucano.

Verônica Guerra – jornalista

A dura nota atinge em cheio o Sistema Correio.

Leia:

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA

NOTA DE SOLIDARIEDADE

O SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA presta sua total solidariedade à companheira Verônica Guerra pelo triste episódio que envolveu o cerceamento de seu direito à opinião no caso da exposição dos cadáveres de suspeitos da morte um policial no Estado de Pernambuco. A suspensão aplicada à profissional pelo Sistema Correio de Comunicação somente porque ela se declarou triste com a exibição dos corpos dos mortos amontoados e seminus causou perplexidade aos integrantes da diretoria.

Ressaltamos nosso respeito às polícias da Paraíba e de Pernambuco e nosso interesse profundo na segurança da população, mas entendemos que todas as entidades são passíveis de críticas e que elas não devem ser compreendidas como “insinuações maldosas”, como citado na nota de uma associação representativa dos policiais. Verônica expressou sua opinião e, com isso, se tornou disponível a críticas ou questionamentos. Isso, contudo, não deveria gerar intimidação, reações agressivas ou mesmo a censura que o Sistema Correio lhe impôs.

Defendemos o direito de livre expressão com responsabilidade, assim como a dignidade humana. No caso em tela, entendemos ter havido uma crítica construtiva da jornalista, capaz de contribuir para melhorar a qualidade da segurança pública. De maneira alguma, a profissional mereceria ser repreendida em seu exercício profissional, a menos que o referido Sistema pretenda mudar seu slogan do conhecido “ética e paixão” para “censura e repressão”.

A Diretoria

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta