Sem coração: Governador da Paraíba veta projeto que buscava agilizar atendimento de pacientes com câncer

O governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), vetou e foi publicado no D.O. (Diário Oficial) desta sexta-feira (07) o Projeto de Lei nº 142/2019 de autoria do deputado estadual, Wilson Santiago Filho (PTB), que determinava o prazo máximo de 30 (trinta) dias para realização de exames de pessoas com Neoplasia Maligna (câncer) nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado da Paraíba.

O projeto representaria um avanço incalculável para os pacientes que teriam sua chance de cura ampliada exponencialmente diante da possibilidade de iniciar o tratamentos mais cedo.

Como justificativa para o veto, o governador argumentou que “a Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu parecer técnico trazendo razões para o veto”, entre elas a incapacidade de prestar o serviço. “Ainda que veja bons propósitos no projeto do deputado Wilson Filho e tenha ciência de que o mais cômodo para mim seria buscar o aplauso mais fácil através da sanção a este projeto de lei, esse tipo de postura não faz parte de minha história e nem tem mais espaço no âmbito da gestão pública responsável. É evidente que o meu desejo é de ofertar um serviço público de saúde cada vez mais ágil e eficaz, mas isso não se alcança por uma imposição legal e nem de uma hora para outra. A melhora é paulatina e limitada pela escassez de recursos públicos”, diz.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

1 comentário em “Sem coração: Governador da Paraíba veta projeto que buscava agilizar atendimento de pacientes com câncer

Deixe uma resposta