Senado aprova MP que proíbe aéreas de cobrar por bagagem; agora é com Bolsonaro

Boa notícia! O plenário do Senado aprovou hoje (22), no último dia antes de perder a validade, a MP que amplia a possibilidade de capital estrangeiro em empresas aéreas no Brasil e a volta da franquia gratuita de bagagens em voos nacionais.

Aprovado na Câmara ontem à noite, o texto segue agora para a sanção de Jair Bolsonaro.

Na prática as companhias aéreas deverão retomar as regras antigas para voos domésticos, permitindo o despacho sem cobrança por bagagens de até 23 Kg.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta