Deputado Pedro Cunha Lima lamenta corte em programas que atendem primeira infância

Para cada dólar gasto na primeira infância, há uma economia, ao longo da vida, de 7 dólares em serviço social e sistema prisional. No Brasil, existe uma queda no orçamento de programas como Criança Feliz e Brasil Carinhoso, que cuidam da criança nos anos iniciais de vida. O deputado e presidente da Comissão de Educação na Câmara dos Deputados, Pedro Cunha Lima (PSDB), afirma que essa é uma realidade que precisa mudar. Para isso, o parlamentar defendeu, neste domingo (28), Dia da Educação, mais investimentos na primeira infância.

Dados da pesquisa ‘Primeiríssima Infância: Creche’, realizada pelo Ibope Inteligência e pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal mostram que apenas 26% das crianças de famílias com renda de até dois salários mínimos, frequentam alguma creche no País (bem abaixo da meta de 50% estabelecida no Plano Nacional de Educação – PNE), e 34% estão em busca de uma vaga.

De acordo com Pedro, o Governo Federal deveria dar mais prioridade e investir no fortalecimento das Creches, na Proinfancia (programa de assistência financeira para a construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas) e em programas como o Brasil Carinhoso (consiste na transferência automática de recursos financeiros para custear despesas com manutenção e desenvolvimento da educação infantil) e Criança Feliz (uma iniciativa do Governo Federal para ampliar a rede de atenção e o cuidado integral das crianças na primeira infância). “Precisamos de mais investimentos e o que temos visto é a redução de repasses para essa áreas. Para se ter ideia, o orçamento do programa Criança Feliz caiu de 600 milhões em 2018 para 377 milhões em 2019. Já no caso do Brasil Carinhoso, não temos orçamento para este ano”, constatou.

Deixe uma resposta