Bolsonaro contraria institutos de pesquisa e cresce na Web, diz analista

Depois de contrariar prognósticos de analistas, fazer história a ganhar uma eleição tendo míseros oito segundos de propaganda eleitoral no Rádio e TV, e bater, de uma só vez, o establishment a parte considerável da chamada ‘grande’ mídia, o presidente da República Jair Messias Bolsonaro continua em franca ascensão popular e consolidando uma relação cada vez mais direta com brasileiros e brasileiras. Na contramão de recentes pesquisas de opinião, a performance do 38º presidente do Brasil é de crescimento exponencial no ‘universo digital’ e a impressionante marca de mais de 25 milhões de seguidores em três das principais plataformas de redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter).

O presidente que já no discurso de diplomação disse que “o poder popular não precisa mais de intermediação, as novas tecnologias permitiram uma relação direta entre o eleitor e seus representantes”, continua quebrando paradigmas e mostrando que nunca antes na história desse país se presenciou um político com tanta popularidade.

Levantamento feito pelo Tá na na Área, com base numa ferramenta de inteligência artificial da AtivaWeb Group, do multimídia paraibano Alek Maracajá, especialista em monitoramento e análise de marcas, política e personalidades nas redes sociais, aponta para um crescimento contínuo de Bolsonaro em todas as plataformas de redes sociais. Apenas para ilustrar, no Facebook, considerada como a rede mais popular no país, o presidente da República obteve um crescimento de 48.265 seguidores, isto é, um ganho real diário de pouco mais de 1,6 mil/dia.

O monitoramento produzido pela AtivaWeb Group, no período de 30 de março a 28 de abril deste ano, mostra que nas duas plataformas mais populares do mundo, Facebook e Instagram, o presidente Jari Bolsonaro mantém uma média de 3 milhões de interações por dia, o que é algo impressionante.

Ainda em relação a rede social criada e comandada por Mark Zuckerberg, no período de análise feito pela AtivaWeb Group, Bolsonaro saltou de 9.369.459 para 9.437.979 seguidores, ou seja, quase 50 mil em apenas 30 dias. Nesse curso, as postagens com maior repercussão foram sobre a Páscoa (em que aparece com a sua mãe, Olinda Bolsonaro), cumprimentando policiais por uma ação em São Paulo, defendendo que o cidadão tenha posse do seu armamento e outro em solidariedade a Danilo Gentili, cujas publicações, juntas, amealharam cerca de 4 milhões de curtidas.

No Instagram, outra plataforma bastante popular no Brasil e no mundo, Jair Bolsonaro já tem pouco mais de 11,6 milhões de seguidores. Nos últimos 30 dias, o estudo da Ativa Web Group verificou um crescimento de 351 mil seguidores, sendo 11,7 mil por dia.

O monitoramento da Ativa Web Group demonstra que o presidente Jair Bolsonaro continua ampliando o seu contato direto e sem intermediários com os brasileiros e brasileiras, prova disso é a franca ascensão de suas redes sociais.

Alek Maracajá é o CEO da Ativa Web Group

“O desempenho de Bolsonaro é crescente a cada dia nas redes sociais e isso é fruto de um trabalho constante e que não pode mais parar. Na verdade, Bolsonaro sabe que pode promover mudanças no foco da comunicação do seu governo, tornando-o mais próximo da sociedade por meio das redes sociais, e isso não quer dizer que tenha que deixar de lado a mídia tradicional, mas que é preciso compatibilizá-la com o digital, dentro de uma estratégia inteligente e uniforme”, observa Alek Maracajá.

Alek acredita que Bolsonaro acerta ao estabelecer essa relação mais direta. “O presidente continua cada vez mais popular e os números mostram que essa comunicação mais direta com o cidadão tem repercutido positivamente, contrariando a imagem transmitida pela mídia e institutos de pesquisa tradicionais, de modo que acredito que as avaliações e análises sobre o seu governo precisam aprofundar os estudos e ter um pouco mais de cuidado para não acontecer o que ficou bastante marcado na campanha”, ponderou.

Deixe uma resposta