“Poder religioso” abençoa Ricardo Coutinho com tempo, mas ex-governador continua “caído”

O longo julgamento, na noite de ontem (18), de uma Ação que tratava de tema de grande importância para as próximas eleições, em que o TSE acabou descartando punir candidatos por “abuso de poder religioso”, terminou por dar mais tempo ao ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), que poderá, na hipótese de condenado, se tornar inelegível em face do julgamento de  Recurso Ordinário, onde é acusado de contratar e exonerar servidores comissionados em período vedado, influenciando as Eleições de 2014.

Pelo avançado da hora o ministro-relator, Og Fernandes pediu o adiamento do julgamento, já que, segundo ele, seu voto será longo (senta que lá vem história). Já o presidente, ministro Luís Roberto Barroso, tratou de adiantar, antes mesmo do voto do colega, que um dos ministros o havia revelado (em particular) que pediria vistas e que dificilmente terá espaço na agenda da próxima quinta-feira (20).

Na prática, sendo muito otimista e bota otimista nisso, o Recurso Ordinário que busca transformar Coutinho em “Ficha Suja” entra em pauta na próxima terça-feira (25), podendo ainda escorregar para setembro com os inevitáveis pedidos de vista dos nossos ministros que apesar do acesso eletrônico aos processos ainda alegam desconhecer um assunto de 2014 com profundidade. Isso dá um tempo precioso a Ricardo Coutinho, que chegou a ser tratado por um de seus advogados, o ex-ministro do TSE, Fernando Neves, como um homem caído, mas respirando, logo após o advogado, Harrison Targino, destacar em sustentação oral os “estragos” causados pela Orcrim, supostamente comandada por RC e desvendada pela Operação Calvário (MPPB). “Não é porque alguém está caído que outro pode vir e pisar em seu pescoço”.

A decisão já esperada do TSE, de não decidir nada, favorece Ricardo por “presentear” o ex-governador com um tempo que pode ser usado com inteligência nas eleições deste ano em João Pessoa.  

Ou seja, o debate sobre abuso de poder religioso, deu a Coutinho mais tempo para abusar da nossa paciência.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta