AIJE do empreender: relator vota pela inelegibilidade de Ricardo Coutinho, mas pedido de vista adia decisão

Após o voto devastador do Ministro Og. Fernandes, em sessão do TSE nesta quinta-feira, 27, onde o magistrado registrou a escandalosa campanha a reeleição do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), que conforme parecer ministerial e o voto do relator usou o programa Empreender Paraíba, a contratação de servidores codificados e a distribuição de kits escolares para obter benefícios eleitorais, o ministro Luís Felipe Salomão resolveu pedir vista, suspendendo temporariamente a sessão.

Em seu voto, o ministro relator pediu a inelegibilidade para: Ricardo Coutinho, Tárcio Handel da Silva Pessoa, Eduardo Balbino e Renato Feliciano, por 8 anos a contar da data da eleição. Além de multa por Conduta vedada para: Waldson Souza (R$30 mil), Márcia Lucena (R$ 40 mil) e Ricardo Coutinho (R$ 60 mil), somando a multa de mais R$ 60 mil a Márcia e Ricardo pela distribuição de Kits escolares com propaganda eleitoral.

O julgamento segue na próxima terça-feira (01) e amanhã mais uma AIJE contra Coutinho será julgada em sessão especial da Corte.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta