Coordenador do Gaeco PB diz ter orgulho de pertencer ao MP ao comentar prisão de Queiroz

O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Octávio Paulo Neto, comentou nesta quinta-feira (18) a prisão do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, em Atibaia/SP.

“Tudo sob sol tem seu tempo… Mto orgulho de ser membro do Ministério Público…”, disse Octávio.

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) Fabrício Queiroz foi preso em Atibaia (SP), interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (18). Ele estava no imóvel do advogado do parlamentar.

Policial Militar aposentado, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira considerada “atípica”, segundo relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf). Ele trabalhou para o filho do presidente Jair Bolsonaro antes de Flávio tomar posse como senador, no período em que ele era deputado estadual no Rio.

Os mandados de busca e apreensão e de prisão contra Queiroz foram expedidos pela justiça do Rio de Janeiro, num desdobramento da investigação que apura esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A prisão foi feita numa operação da Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta