Chantagem, jogo sujo e ameaças: Calvário revela um pouco da maneira “ricardista” de tratar autoridades

Mesmo conhecendo parte da estrutura de Poder na Paraíba, causa espanto as revelações que surgiram com a oitava fase da Operação Calvário.

Conforme denúncia do Gaeco, o ex-governador, Ricardo Vieira Coutinho (PSB), contratou uma empresa especializada em vasculhar a vida das pessoas, a True Safty Inteligência e Contra inteligência, para criar dossiês que servissem para chantagear autoridades.

O alvo? Conselheiros e auditores do TCE que infelizmente, pelo que apontam as investigações, cederam a chantagem…

De acordo com Daniel Gomes, ele e Ricardo Coutinho analisaram a apresentação de um “powerpoint” elaborado pela empresa Truesafety, e que Ricardo Coutinho determinou que nenhuma cópia do material fosse entregue para Waldson de Souza ou Livânia Farias, restringindo o acesso apenas a ele (Ricardo Coutinho) e Gilberto Carneiro, este último responsável pela interlocução com os órgãos do sistema de justiça e de controle.”

O mais grave: “Num segundo momento, continua o colaborador (Daniel), como parte do esquema criminoso mirando membros do Tribunal de Contas do Estacb da Paraíba, irealizado pela cúpula do Governo Estadual tendo a frente o ex-Governador Ricardo Coutinho, o próprio relatório, resultado das investigações privadas, foi apresentado, em uma reunião, aos próprios Conselheiros do TCE-PB. Na citada reunião, também se faziam presentes Ricardo Coutinho e Gilberto Carneiro.”

Os dossiês vasculhavam o dia a dia dos conselheiros e de familiares, inclusive crianças. O pior é saber que tudo isto é apenas a ponta do iceberg…

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

1 comentário em “Chantagem, jogo sujo e ameaças: Calvário revela um pouco da maneira “ricardista” de tratar autoridades

Deixe uma resposta