Mesmo que não gastasse um centavo do que ganhou em 8 anos, Ricardo Coutinho teria “dificuldade” para comprar casa que mora em JP

Com imóveis cujos valores facilmente passam dos R$ 2,5 milhões, os Condomínios Bosque das Orquídeas e Porta do Sol, em João Pessoa/PB, costumam ser endereços de empresários bem-sucedidos e da aristocracia paraibana. O gosto pelas belas mansões no Altiplano também é compartilhado por alguns dos denunciados na “Operação Calvário”, entre eles: o ex-procurador geral do estado, Gilberto Carneiro, o ex-secretário de Saúde, Waldson Souza e até o ex-governador, Ricardo Coutinho.

Se nos 8 anos em que foi governador, Ricardo não gastasse nenhum centavo do seu bolso, guardando todos os seus vencimentos (líquidos), ele teria em média R$ 1,8 milhões. Ok, com este valor é possível (tem que pechinchar muito) até comprar uma casa no Bosque das Orquídeas (condomínio onde reside o ex-governador), mas lembre o leitor que é necessário escriturar a casa, fazer alguns ajustes e comprar um ou outro móvel que não encaixa (acontece com todos).

Resumindo, impossível não é, mas ele (Ricardo) teria grandes dificuldades para realizar o “sonho da mansão própria”. Isso sem falar nos ex-auxiliares (Gilberto e Waldson) que tinham salários bem inferiores ao do governador… Estes certamente são especialistas em aplicações financeiras. Qual outra forma de justificar seu patrimônio?

O cálculo do blog foi feito com base nos salários brutos de R$ 23.500,82 referentes ao primeiro mandato de Ricardo frente ao Executivo Estadual e R$ 29.688,58 nos seus últimos 4 anos no cargo (descontos aplicados minimamente).

O blog lembra que evidentemente é possível se comprar uma casa em um financiamento e que o ex-gestor poderia estar “guardando suas economias” há vários anos. Mas diante da gravidade da denúncia oferecida pelo MPPB na Operação Calvário, é bom o ex-governador começar a organizar sua contabilidade…

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta