Ex-governador, Ricardo Coutinho, pede para remarcar audiência: advogado está na Suíça

Hoje (09) às 14h30 ocorreria uma audiência na 1ª Vara da Fazenda, em João Pessoa, referente a Ação de Danos, movida pela ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório, contra o ex-governador, Ricardo Coutinho (PSB), além de duas parentes do mesmo, Viviane Coutinho e Ana Carolina Coelho Coutinho, respectivamente irmã e sobrinha, mas uma petição pede nos autos o adiamento da audiência em virtude de viagem à Suíça do advogado, Francisco das Chagas Ferreira.

Pâmela diz ter sido agredida, com o consentimento do ex-marido, dentro da Granja Santana por Viviane e Carol no dia 07 de setembro de 2015. Advogados dos ex-governador afirmam que a ex-primeira-dama seria a responsável pela confusão.

Na época dos fatos que motivaram a ação, Pâmela disse que seu filho presenciou tudo. “Ela não tirou a criança do carro e passou a me atacar. Ela tentava me esbofetear, morder. Eu estou com duas mordidas na perna. Ela tentava tirar o celular da minha mão, porque eu estava em ligação, eu estava com o meu advogado na outra linha. Ela conseguiu arrancar a corrente que eu tava. Mas o que eu pude evitar de poupar as agressões, eu consegui.”

De acordo com Pâmela, o filho dela foi quem mais sofreu com a confusão. “O menino estava transtornado, ele gritava, ele chorava.”

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta