PF instaura inquérito para investigar contratos da Saúde e Calvário entra na mira de Moro

Acabou a especulação, de agora em diante já é possível dizer que os escândalos do governo Ricardo Coutinho estão nas mãos da Polícia Federal. O DPF instaurou Inquérito para investigar crimes de lavagem de dinheiro, peculato,  sonegação de documentos, em contratos da Organização Social ABBC na gestão da UPA da cidade de Princesa Isabel.

A informação foi revelada pelo conselheiro Antônio Nominando Diniz na manhã desta quarta-feira, dia 13, durante abertura dos trabalhos na sessão do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

A notícia pegou todos de surpresa!

O conselheiro Nominando Diniz leu ofício da Superintendência da Polícia Federal encaminhado ao relator do processo 07095/16 , que resultou no acórdão 0055/19, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, com teor do julgamento pela irregularidade da gestão da ABBC na UPA da cidade de Princesa Isabel.

O ofício da Polícia Federal ao conselheiro Antônio Nominando Diniz ocorreu a partir da decisão do TCE no acórdão 055/19, que enviou à Superintendência da Polícia Federal, o conteúdo do julgamento da gestão da ABBC na UPA da cidade de Princesa Isabel.

O ofício também informa que o delegado da Polícia Federal Carlos Alberto Gastão de Araújo ficará responsável pelo inquérito que realizará toda a investigação acerca de supostos crimes de lavagem de dinheiro, peculato e sonegação de documentos, praticados no âmbito de contratos da ABBC, contratada pelo Governo do Estado da Paraíba, para administrar a UPA de Princesa Isabel.

E agora?

Com informações do Blog do Marcelo José

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta