PEC da Polícia Penal faz concurseiros mirarem em nova carreira

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) aprovada na semana passada, que criou a Polícia Penal, de autoria do ex-senador, Cássio Cunha Lima (PSDB/PB), vem gerando frisson entre os concurseiros, especialmente no Distrito Federal.

Ocorre que mesmo convertendo os agentes penitenciários de todo Brasil em “policiais” espera-se que governo e Federal e Estados promovam concursos em breve para a nova carreira, melhorando inclusive os salários da categoria.

Único partido a se posicionar abertamente contra a PEC o Novo, de João Amoedo, alegou que a criação de tal categoria no serviço público prejudica as privatizações para o setor, já o ex-senador paraibano, Cássio Cunha Lima, destacou: “Os Estados, agora, podem ter uma polícia especializada para assumir o controle definitivo dos presídios que em muitos lugares se transformaram no quartel general do crime organizado. O trabalho dos agentes penitenciários será valorizado, a PM ficará liberada para sua atividades nas ruas e a Polícia Civil com mais tempo para as imprescindíveis investigações”.

Deixe uma resposta