O “primeiro ministro”: que acusações pesam sobre Nonato Bandeira?

O secretário de Comunicação Social da Paraíba, jornalista Nonato Bandeira, emitiu nota na manhã de hoje (05). Ele nega ter destruído documentos referentes ao caso Bernardo Vidal, como o inquérito que desapareceu.

O crime do qual Bandeira é acusado é o de supressão, descrito no  Art. 305 do Código Penal – Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor:

Pena – reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é público, e reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é particular.

Art. 305 – Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor:

Pena – reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é público, e reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é particular.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta