Monteiro: Ricardo Coutinho encolheu, mas sobrevive graças ao veneno da “jararaca”

Pouco antes de ser preso, o ex-presidente Lula se comparou a uma jararaca. Sim! Existiam outros animais bem mais nobres, mas ele preferiu uma cobra! Vai entender?! Entre delírios etílicos e desabafos desesperados (Quem não estaria?) garantiu que mesmo “ferido” continuaria lutando. Não lhe pisaram a cabeça! Dito e feito! Mesmo presa a jararaca segue pautando boa parte da vida política brasileira e o ex-governador, Ricardo Coutinho, atualmente sobrevive graças ao “movimento Lula Livre”, uma espécie de “veneno da jararaca”.

Distante do governo e abandonado por aliados, Ricardo cumpre a agenda que lhe cabe. Reclama do governo Bolsonaro, defende o ex-presidente Lula, critica a Lava Jato e tenta se manter como liderança estadual, mesmo sabendo que encolheu. Fora da Paraíba RC busca ser visto sempre ao lado de Haddad, Gleisi e Flávio Dino. 

Sem os petistas Ricardo estaria politicamente liquidado. Em Monteiro a única militância que marcou presença foram os petistas. O restante eram pouquíssimas lideranças e políticos que se contam nos dedos das mãos.

Isso quer dizer que não há futuro para o “ricardismo”? Não! Não se iludam! Tal qual a “jararaca”, Ricardo sabe que se mantiver uma agenda política ativa, se posicionando sobre temas importantes e mostrando a cara constantemente vai conseguir aos poucos retomar o espaço da esquerda. 

Enquanto faltar soro antiofídico, a realidade será essa, mas algo me diz quem em pouco tempo os filhotes da cobra terão o mesmo destino da jararaca mãe. 

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta