Cartaxo dribla “crise política”, foca em “andar com as próprias pernas” e revela reforma administrativa

Enquanto o governo do Estado da Paraíba pauta o dia-a-dia dos portais com ataques  entre o ex-governador e o atual, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), resolveu reafirmar  duas decisões: a primeira de trazer para o PV a responsabilidade de conduzir o processo sucessório entre seus aliados e a segunda de realizar uma reforma administrativa com o cuidado de saber quem tem o perfil adequado e realmente pretende estar ao seu lado até dezembro de 2020. Ambas as decisões são acertadas. 

Ao trazer para o PV o centro do debate, Luciano lembra que para ser ungido a posição de “pré-candidato do prefeito” é preciso estar em sintonia com ele. Sintonia partidária, administrativa e inclusive de agenda. Com uma aprovação histórica, Cartaxo sabe que tem potencial para indicar um sucessor e ajudá-lo a ser eleito sem ter que “correr atrás de ninguém”, como ele mesmo registrou.

Números de pesquisas recentes só confirmam a desidratação de Ricardo Coutinho após a Operação Calvário (que ainda tem muita gordura pra queimar, apesar de ser conhecido como o mago), mas também mostram que Luciano tem um patrimônio difícil de se conquistar – obras e feitos que marcam sua gestão. Isso de fato não tem preço! Que impacto a herança de Cartaxo terá no seu eleitorado? Isso é assunto para outra coluna…Por enquanto o que fica é a certeza de que Cartaxo fez bem em dar o primeiro passo.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta