Acordo de colaboração de Livânia foi homologado há uma semana, alvos teriam foro privilegiado

O acordo de delação premiada da ex-auxiliar do ex-governador, Ricardo Coutinho (PSB), e do atual, João Azevedo (mesmo partido), exonerada apenas após sua prisão na Operação Calvário, Livânia Farias, foi homologado pela Justiça apenas há uma semana.

O curioso é que a homologação teria sido assinada por um Desembargador. A questão é que se Livânia, Gilberto e outros investigados não possuem foro privilegiado no TJ, quem seriam os alvos da delação? 

Certamente alguém que frequenta a Praça João Pessoa…

Deixe uma resposta