MPPB dá parecer favorável a soltura de réus, mas Roberto Santiago fica de fora

Nesta terça-feira (16) o Ministério Público da Paraíba concluiu que passada a fase da instrução não haveria como se opor à soltura dos réus presos no âmbito da Operação Xeque-Mate.

O detalhe fica por conta de que a medida não deu parecer favorável ao empresário Roberto Santiago, que continuará preso.

A decisão será avaliada pelo juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo que deverá decidir se os réus poderão contar com a prisão domiciliar com as prerrogativas de não se ausentar dos limites da Comarca de Cabedelo e João Pessoa sem autorização judicial e não frequentar bares e casas de jogos de azar.

De acordo com as defesas dos réus o parecer do magistrado sobre a decisão do MP pode acontecer ainda nesta terça.

Poderão ser beneficiados com a medida os réus Wellington Viana Antônio Bezerra do Vale Filho, Lúcio José do Nascimento Araújo e Tércio de Figueiredo Dornelas Filho.

Não há detalhes sobre o que acarretou a não inclusão de Roberto Santiago no rol dos beneficiados.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta