Após ser alvo de operação, Catão nega irregularidades: “Não perco um minuto de sono com isso”

O conselheiro do TCE/PB (Tribunal de Contas da Paraíba), Fernando Catão, usou a palavra durante sessão da Corte de Contas na manhã de hoje (22), poucos minutos após endereços ligados a ele serem alvo da 4ª fase da Operação Xeque-mate, para afirmar que está com a “consciência tranquila” com relação a suas decisões quanto a construção do shopping Pátio Intermares.

“Não perdi, não perco e não perderei um minuto de sono com esta questão e todas as minhas decisões foram tomadas em consonância com o parecer ministerial”, disse em sua defesa o conselheiro que é investigado por supostamente beneficiar o empresário, Roberto Santiago, preso no âmbito da Operação Xeque-mate. “Mais que ninguém quero que esse caso do shopping seja apurado”, disse.

As investigações apontam que o conselheiro teria concedido medida cautelar determinando a suspensão de validade da licença de instalação do Shopping Pátio Intermares um dia após trocas de mensagens com o empresário Roberto Santiago, sócio majoritário do Manaíra Shopping.

Os demais conselheiros manifestaram sua solidariedade com o investigado.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta