Alvos da Calvário demoram uma semana para serem exonerados

Uma semana após a deflagração da quarta fase da Operação Calvário, em que foram alvos de mandados de prisão e busca e apreensão, respectivamente, Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro, e Geo Luiz de Souza Fontes, lotados como assessores do ex-procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro, foram exonerados dos cargos, a informação é do blog do Marcelo José.

Maria Laura Carneiro era servidora com cargo comissionado no Gabinete da Procuradoria Geral do Estado, e foi presa foi ordem do desembargador Ricardo Vital, no âmbito da Operação Calvário. Geo Luiz Fontes era igualmente ocupante de cargo comissionado como assessor no gabinete da PGE, e foram alvo, ele e a esposa, de mandados de busca e a preensão.

Os atos de exoneração dos dois servidores foram publicados no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira, dia 7 de maio.

RECOMENDADO PELO GOOGLE:

Deixe uma resposta